Aula 07 – Introdução: Prolongamento de vogais

Bom, já vimos muitas coisas básicas sobre a língua japonesa, mas uma coisa importantíssima que estava faltando era falar sobre os prolongamentos de sílabas, esse conhecimento vai fazer diferença tanto na hora de pronunciar palavras japonesas quanto na hora de entender algumas palavras em katakana. Vamos nessa então!

Prolongamento no hiragana

Por exemplo, おばさん (obasan = tia) é muito diferente de おばさん (obaasan = avó).

O uso de uma vogal após uma sílaba com a mesma vogal indica um prolongamento fonético que deve ser respeitado, porque pode gerar duas palavras totalmente diferentes. Então toda vez que tiver um a após uma sílaba como ha, ba, pa, etc, significa que este é um prolongamento.

O mesmo acontece com i, u, e, o, porém com uma diferença para e e o. Hmmm, como começo a explicar isso… Acho que já sei!

Você conheçe a palavra せんせい (sensei) em japonês? É uma palavra muito comum, é normal ouví-la… Acontece que a pronúncia não é “sensei”, e sim sensee.

O mesmo para a palavra ありがとう (arigatou), que deve ser pronunciada como “arigatoo”.

Por esses dois exemplos, vemos que a prolongação do e é sempre i e a prolongação do o é quase sempre u (existem algumas exceções):

se a sílaba termina com あ, prolonga com あ

おばさん (obaasan)

se a sílaba termina com い, prolonga com い

と (kiito)

se a sílaba termina com う, prolonga com う

がく (suugaku)

se a sílaba termina com え, prolonga com い

せんせ (sensei)

 (rei)

se a sílaba termina com お, prolonga com う (há exceções: お )

ありがと (arigatou)

おはよ (ohayou)

り (koori) *exceção

Achou complicado?

Bom, alegre-se porque no katakana é muito mais simples:

Prolongamento no katakana

Todos os prolongamentos são feitos com um traço ー

ド (kaado)

ト (nooto)

“kaado” significa cartão. Como é uma palavra de origem estrangeira, é escrita em katakana, e fica assim: O “a” do prolongamento foi substituído por um traço.

O mesmo para “Nooto”. Muito fácil, não?

Foi uma longa jornada até agora, espero que esteja gostando. Com a prática (nas seções escrita e vocabulário) tudo isto se tornará natural, não se preocupe. Na próxima lição, discutiremos mais sobre os ideogramas.