Dúvidas

Dúvidas gerais

Perguntas mais comuns feitas pelos usuários

  • Vou ganhar algum certificado ou diploma no final do curso?

Após o término do curso você pode receber um certificado oficial da Fundação Japão (Vinculada ao Ministério das Relações Exteriores do Japão). Este certificado vale mais do que qualquer diploma de qualquer curso que você possa fazer, pois é uma prova irrefutável que você sabe japonês.

Para receber o seu certificado de proficiência em lingua japonesa, você deve realizar o teste Nihongo Noryoku Shiken que acontece anualmente no mundo todo. No Brasil, você pode fazer a prova em 8 capitais.

Para saber mais sobre como é a prova, onde ocorre, como estudar e acessar as provas anteriores, acesse a nossa página sobre o Teste de Proficiência.

  • Como ver corretamente as lições? Só vejo símbolos estranhos…

Para visualizar corretamente este site, você deve ter fontes para leitura de caracteres asiáticos no seu computador (MS Gothic ou a MS Mincho)  dentro da pasta de ‘Fontes’ está dentro da pasta ‘Windows’ do seu computador (normalmente “C:\Windows\Fonts”).

Essas fontes podem ser baixadas na nossa seção Arquivos.

Dúvidas sobre a língua japonesa

Algumas perguntas frequentes sobre o idioma japonês

  • Por que os japoneses usam 3 sistemas de escrita diferentes?

Ver a Lição 1 da parte introdutória.

  • Como vou entender as palavras se não se usa espaços no japonês?

Pode parecer complicado, mas o fato de existirem 3 “alfabetos” diferentes (cada um com usos diferentes) ajuda bastante na hora de identificar as palavras dentro de uma frase. Como cada sistema de escrita é visualmente diferente, é fácil identificar os limites entre as palavras.

Normalmente, cerca de 70% de uma frase são kanjis, seguidos de hiragana, usado para flexionar os verbos (e outras estruturas flexionáveis), escrever palavras que não tenham kanjis e ainda como partículas, que possuem funções gramaticais importantes. O outro silabário, o katakana, serve para escrever nomes estrangeiros, enfatizar palavras ou descrever sons (onomatopéias).

No final das contas, como você poderá ver na frase a seguir, é fácil identificar as palavras dentro de uma frase pois elas se limitam através do sistema de escrita utilizado. Em verde temos um kanji, em vermelho hiragana e em azul katakana:

ジョアオです

Obviamente, será necessário aprender o vocabulário, os verbos e as partículas, para “decifrar” as possíveis palavras que estarão dentro da frase e determinar a combinação correta. Um exemplo prático:

Seeuescrevertudojuntoaindaassimvocêentenderá.

Viu, você consegue compreender o que foi escrito, mesmo sem espaços, porque você conhece as palavras do português.

  • Por que às vezes o hiragana HA é lido como WA?

Quando o hiragana HA for pronunciado como WA significa que ele é a partícula WA. Essa partícula tem como função indicar qual é o tópico da frase (muitas vezes o sujeito). O HA não é o único hiragana que passa por isso, o hiragana HE é pronunciado como E quando for uma partícula, e o WO é pronunciado O.

As partículas são estruturas gramaticais importantíssimas no japonês, pois indicam o sujeito, objeto e muitas outras coisas dentro de uma frase. Como no japonês não se separam as palavras com espaços, as partículas dão uma grande ajuda na hora de compreender o que está acontecendo. Nas lições de gramática você aprenderá mais sobre as partículas .

  • Por que dentro de algumas palavras o HA é lido como WA?

KonbanWA (boa noite), KonnichiWA (boa tarde)… se escrevem com HA mas são lidas WA

Isso acontece porque essas palavras são derivadas de uma frase maior, que ao longo do tempo foram caindo em desuso e só sobrou o início. A frase original seria, por exemplo:

Konban WA algumacoisa… (resto da frase que caiu em desuso)

Pense no “vossa mercê” do português. Ao longo do tempo virou “voismicê”, depois “você” e agora se falar “vc” já dá para entender.

Mas fique tranquilo: “konbanwa” e “konnichiwa” são uns dos poucos casos em que uma partícula faz parte da palavra. Na maior parte do tempo as partículas aparecem separadas e podem ser detectadas tranquilamente.