Aula 52 – Gramática: Verbos I

Depois de algum tempo em hiato, hoje voltamos com um assunto que abrirá caminho para o seu entendimento e comunicação em japonês. Os verbos são essenciais para a comunicação e a transmissão de ideias estruturadas.

Atenção: É essencial ler e escrever os kanas perfeitamente para prosseguir com o estudo de gramática. Caso não tenha aprendido todos, retorne para as lições de escrita antes de prosseguir

No japonês, fala-se muito no “verbo” desu, que seria um equivalente do verbo “to be” do inglês (ser/estar), mas para a sua surpresa e talvez desespero, você verá que “desu” não é um verbo, e sim uma estrutura de polidez.

Mas você, que está começando a estudar agora, vai ignorar isso e vai assumir que desu é o verbo ser, pois é como ele irá funcionar pra você agora. Quando seus estudos estiverem mais avançados, você terá muito tempo para rever seus conceitos.

です [desu]

O “desu” é o mais básico da língua japonesa. Ele pode ser interpretado como o verbo “ser”. Ao contrário do português ele não se flexiona quanto à pessoa, e vem sempre no final da oração. Como termina com um U no final, mas no japonês o U no final da palavra quase não é pronunciado, ficando com o som “des“.

わたし  けいたろう です
Eu sou Keitarou.

“Desu” por si só já é a forma polida ou formal, e existe uma forma informal, o “da” [だ], que é muito usado:

だ [da] – forma informal

わたし  けいたろう だ。
Eu sou Keitarou.

Você pode ver que em português, a tradução é a mesma, porque no nosso idioma nós não temos diferentes níveis de polidez.

Em alguns casos o uso do “desu” ou “da” pode ser omitido, porém sua retirada implica em uma formalidade ainda menor.

Para amigos ou família você pode até não usar em algumas ocasiões, já para um estranho pode ser um “enorme desrespeito”, o que poderia render uma demissão, briga e até morte. Respeito é algo levado muito à serio no Japão.

Além destas formas existem outras, menos usadas, que não veremos agora.

Curiosidade: No anime/mangá Rurouni Kenshin (Samurai X), o personagem principal não fala “desu”, e usa a forma “de gozaimasu” [で ございます], que é uma forma polida e humilde, usada pelos samurais.

では ありません [dewa arimasen]

Uma coisa legal no japonês é uma forma negativa para os verbos. Em português pode-se usar o verbo “ser”, mas não existe o verbo “não-ser”! hahahaha

No japonês, os verbos possuem negação, e a forma “dewa arimasen” [では ありません] é o negativo de “desu” [です].

あなた  けいたろう です
Você é Keitarou?

では ありません
Não sou.

Assim como “desu”, “dewa arimasen” pode aparecer em de forma diferente, o mais comum é “Ja arimasen” [じゃ ありません], que é uma forma compacta de “dewa arimasen” e tem o mesmo sentido, sendo mais usada em uma conversação.

OBS. O dewa [では] não se escreve com o hiragana WA [わ], mas sim se escreve com a partícula WA [は], pelo mesmo motivo que foi explicado na lição de vocabulário sobre o konbanwa [こんばんは].

E aí, o que achou? Fácil? Difícil? Em caso de dúvidas, use o fórum e tire todas elas antes de prosseguir, porque, pode acreditar, isso é menos de 1% do essencial do japonês!

Na próxima lição de gramática, falaremos sobre os tempos verbais (passado, presente e futuro). Fique ligado!

Leia Mais